Espaço-Tempo

Espaço-Tempo

Lembrando do esquecidoMe perdendo no sentidoIsolando-me do físicoSe conectando ao divinoSaindo do lampejo da almaDo acalento da calmaDo furdunço da vidaSegundos que não voltamO Chronos que pausaO Ontem que vemO Amanhã que já veioE o hoje que freiou o tempo.Tu que és tudoAlfa e ÔmegaSe conecta comigoLogo eu,que sou nadaEu, criaturaque só quer a Tua moradaTu Criadorque salva minh'alma.

Read More