Se no meio do caos pararmos e analisarmos a nossa jornada entenderemos o que e porque estamos colhendo, afinal não se pode plantar batatas e colher feijões.

Porém podemos aprender com nossos erros e então entendendo nossos erros conseguiremos concertar o nosso futuro
Pois sempre há tempo, mesmo tendo pouco, sempre existe tempo.

Então, se o que sobrou são batatas, não chore pelos feijões que não foram plantados, mas use o que tens nas mãos com sabedoria para então recomeçar.

Precisamos aprender com nossos erros, não desistir, levantar a cabeça e prosseguir, no final das contas se desistirmos no meio da jornada apenas seremos mais um que desistiu e não chegou ao fim da jornada, e sempre no fim da jornada há uma recompensa.

Vale a pena lutar, continuar, renunciar e seguir, afinal no terceiro dia Ele ressuscitou e gerou vida no meio do vale onde só existia morte.