Somos maiores do que pensamos e mais habilidosos do que nos subjulgamos.

Costumamos priorizar nossos defeitos do que exaltar nossas qualidades, então estamos sempre entrando numa constância de auto sabotagem.

No final sempre estamos tentando melhorar e não estamos conseguindo, pois colocamos metas inalcançáveis a nós mesmo.

Que possamos começar a nos permitir errar, aceitar nossos erros e recomeçar.

Não somos super heróis!

Necessitamos aceitar nossos processos e entender aquilo que somos chamados, entendendo nosso chamado específico teremos máxima excelência no que produzimos e no que somos.

Identidade