Um dia estava perdido

Acreditando que não precisava de casa

E acabei sem referência

Me perdendo em um oceano de mundo

De repente o Altíssimo

Revelou um lugar

De muita gente imperfeita

Mas que ali era meu lugar!

No lugar com meus semelhantes,

Atrelado a minhas misérias

E confrontando com a misérias dos outros

Acabei me deparando a Tua misericórdia

Amor insondável

Que causa angústia nas juntas

Só de imaginar o quão amoroso

um Deus todo poderoso

Que assim poderia me perdoar.

E a saga do perdido sem rumo

Do liberto na libertinagem

Teve fim ao seu último capítulo

Que quando encontrou seu Rumo

Só pois a Desejar,

Misericórdia mais que insondável

Que lhe trouxe um Lar

De gente imperfeita

Que cuida de gente imperfeita

Que nem sempre acerta

Mas nunca desiste sem tentar.