Por um simples talvez, somente um talvez
hoje eu seja a metade do que já fui.

Entretanto, somente por um lapso no espaço-tempo
Eu possa ser mais que o inteiro que já tentei ser.

Ou até uma proposta de mim que eu nem havia desejado calcular, por falta de medidas que havia naquele limbo do pensar.

Ou por loucura da metafisica,
talvez eu seja uma metáfora para o que eu serei

Ou até do que eu passei
Para tentar compreender

ou simplesmente
eu somente não sei

O que eu fui ou o que serei,
Talvez seja a inconstância do inacabado
Que não viveu tudo ao Teu lado
e que precisa viver

Talvez Jesus meu amado
Eu seja um pouco apressado
De desejar estar ao teu lado
E saber quem serei