Seu um dia eu pudesse te entender
seus mistérios chamado misericórdia
Seu amor que nem se consegue mensurar
Com a falha inteligência que aqui há

Se eu compreender seu olhar
Sua verdade nas minhas mentiras
Suas palavras no meu silencio
Sua escuta na minha tagarelice 
Seu jeitinho que me conquista
Sua insistencia nas minhas desistencias

Ah, se não fosse tu, quem seria eu?
Onde andaria esses pés meus que cansados já estavam
Quando outrora tu me buscaste
Onde desacreditado estavas
Vagando pela imensidão do nada
Do silencio da quietude da alma
Que a assolava
E a dilacerava em pedaços

Mas tu salvaste esta alma
Por motivos quais não compreendemos
Apenas chamamos misericórdia
Amor intangível
Inigualável
Que só sabe nos amar

Pois logo eu
merecedor não era

Amor 
Amado 
Amando
Amém